Home » Campanha Despejo Zero » Despejos Zero Vale do Narmada » Vale do Narmada, Parem de afogar mais de 40.000 fazendeiros, pescadores e famílias indígenas sem reabilitação, salvem o rio Narmada do desenvolvimento destrutivo!

Vale do Narmada, Parem de afogar mais de 40.000 fazendeiros, pescadores e famílias indígenas sem reabilitação, salvem o rio Narmada do desenvolvimento destrutivo!

Endereçado

às autoridades competentes,

ao Governo da Índia,

ao Governo de Madhya Pradesh,

à Autoridade de Controle do Narmada

Data: 31-07-2017

ASSUNTO: PAREM DE AFOGAR MAIS DE 40.000 FAZENDEIROS, PESCADORES E FAMÍLIAS INDÍGENAS SEM REABILITAÇÃO , SALVEM O RIO NARMADA DO DESENVOLVIMENTO DESTRUTIVO

A situação atual do rio Narmada, um dos maiores da Índia, é desanimadora sob todos os aspectos. Medha Patkar, uma ambientalista aclamada internacionalmente, ativista social e membro da Comissão Internacional de Barragens, juntamente com outras 12 mulheres afetadas pelo projeto, está em seu 4º dia de uma greve de fome por tempo indeterminado, em resposta à decisão autoritária do Primeiro Ministro indiano Narendra Modi de aumentar o nível da represa Sardar Sarovar e fechar suas comportas sem assegurar a reabilitação de 40.000 pessoas que moram nas áreas que serão submergidas devido a essa decisão.

O governo central, em parceria com o governo estadual de Madhya Pradesh (ambos regidos pela maioria esmagadora do partido político Bhartiya Janta), está ocupado em tentar distorcer os fatos e números, em vez de assegurar a reabilitação digna dos lares e empregos de comunidades agrárias e florestais indígenas cujas aldeias e cidades serão submersas devido a este projeto devastador do ponto de vista ecológico. Desfrutando de sua maioria eleitoral, o partido no poder calou todas as vozes da oposição por meio da repressão policial bruta durante o protesto calmo e pacífico. A democracia parlamentar na Índia está enfrentando seu pior momento, já que o diálogo e o debate sobre o assunto no Conselho dos Estados da Índia e na Assembleia Legislativa do Estado de Madhya Pradesh simplesmente não foram permitidos e os líderes da oposição foram detidos em seguida.

Na frente ambiental, uma chuva forte durante a atual monção causou alagamentos devastadores até mesmo no estado de Gujarat (estado beneficiário do projeto da represa Sardar Sarovar). Os avisos dos ambientalistas são ignorados e as massas populares do país estão sendo enganadas para cultuar o rio com a invocação de sua espiritualidade, enquanto as represas, os projetos de interligação do rio, a extração de areia, o despejo de lixo industrial e esgoto urbano estão matando o que ainda resta do rio. As águas do rio são desviadas para projetos corporativos (como a Coca-Cola), enquanto fazendeiros na Índia estão cometendo suicídio devido à falta do apoio governamental à agricultura.

Os 32 anos da corajosa resistência do movimento Narmada Bachao Andolan tem abalado o discurso de desenvolvimento em todo o mundo e forçou grandes corporações, como o Banco Mundial, a retirarem seus investimentos de projetos destrutivos ao meio ambiente e que violam os direitos humanos, como a represa Sardar Sarovar, e instituírem o mecanismo do Painel de Inspeção.

As vidas de 40.000 famílias estão em jogo, incluindo a vida de uma das líderes mais amadas pelo povo. Nós convocamos o Governo da Índia, o Primeiro Ministro da Índia, o Ministro-chefe de Madhya Pradesh e o Tribunal Supremo da Índia a parar o despejo forçado e a submersão injusta, assegurar a reabilitação total de acordo com a lei e iniciar o diálogo com as pessoas depostas e o movimento Narmada Bachao Andolan.

Em solidariedade ao movimento Narmada Bachao Andolan

Assinaturas (143)

  • Marina Nardi, - Italy
  • Luca cecchi, associazione Monastero del bene comune - Italy
  • Maria Rosaria Zanotti, - Italy
  • Mario Pietro Riva, - Italy
  • Klauser Griesser, - Italy
  • Giorgia Cattelani, - Italy
  • Elisabeth Sichel, - Italy
  • Fabiana Lai, - Italy
  • Enrico Giovannetti, - Italy
  • corinna lorenzi, - Italy
  • Leo Bolliger, Attac Piacenza - Italy
  • Argante Brancalion, Ambiente&Salute - Italy
  • salvatrice leocata, - Italy
  • Francesco Boriosi , - Italy
  • Diego Forlin, Gruppo lettura Sommacampagna - Italy
  • Agostino Cinquepalmi, - Italy
  • Nicola Perrone, Solidarietà internazionale rivista - Italy
  • CIPSI Solidarietà e Cooperazione onlus Barbera, - Italy
  • Olivier Turquet, Pressenza - Italy
  • Paolo Grasso, - Italy
  • RENATA VELA, coordinamento ligure acqua e rifiuti - Italy
  • Uso Thierry, Eau Secours 34 - France
  • Daniela Del Bene, Xarxa per la Sobirania Energetica, Barcelona - Spain
  • Brouyaux Antoinette, 1961 - Belgium
  • Maria Anagnostou, - Greece
  • Jürgen Kreuzroither, - Austria
  • Matscheko David, 1956 - Austria
  • Angela Di Scala, - Italy
  • Collet Beatrice , EBC Paca - France
  • Hermann Klosius, Information Group on Latin America (IGLA) - Austria
  • Mahé Réginald, - France
  • MAHÉ Régine, - France
  • Benny Andersson, - Sweden
  • elisabeth költringer, 2rivers friendship project - Austria
  • Renaudie Serge, - France
  • LAVAL Michel P. M., Joinville-Ecologie - France
  • Lia Zavatti, - Italy
  • bauhain claude, attac - France
  • Youri Simonov, International Alliance of Inhabitants - Russian Federation
  • Silvana RISI, - Italy
  • Salvatore Caso, Comunità di Vita Cristiana-CVX/LMS "Immacolata al Gesù Nuovo", Napoli - Italy
  • maria vitacca, associazione articolo9 - Italy
  • DEDRYVER Christiane, - France
  • Oliva Jean-Claude, Coordination EAU Île-de-France - France
  • onofrio infantile, comitato acqua pubblica di Salerno (italia) - Italy
  • Stefano Petroni, Forum Acqua Valdera - Italy
  • Alessandro Verga, Comitato contro la precarietà Città Storica - Italy
  • consiglia salvio, comitato acqua - Italy
  • Gennaro Varriale, - Italy
  • Paolo Rossi, Unione Inquilini - Italy