Home » News » Habitantes das Américas » Encontro Internacional por Cidades Igualitárias - Buenos Aires, de 28 a 31 de outubro de 2018

Mostra/Nascondi il menu

Encontro Internacional por Cidades Igualitárias - Buenos Aires, de 28 a 31 de outubro de 2018

O Encontro Internacional para Cidades Igualitárias  acontecerá de 28 a 31 de outubro na cidade de Buenos Aires, junto com as Jornadas Mundiais  Despejo Zero e a Jornada Mundial pelo Direito à Cidade.  Ele irá incluir uma série de atividades, tais como um evento cultural, um workshop sobre direito à cidade e painéis temáticos sobre as desigualdades urbanas, cuidados dos bens comuns, urbanismo feminista, o futuro do trabalho, a integração dos migrantes e os refugiados, o papel e os desafios das cidades intermediárias e do financiamento subnacional.
Durante o Encontro haverá uma Assembleia de movimentos sociais e uma mesa de debates com prefeitas e prefeitos progressistas de diferentes cidades do mundo.
Da mesma forma, haverá um documento de elaboração coletiva para ser apresentado antes no Urban20.Pedimos às organizações sociais dos países do G20 que participem deste Encontro e instamos as autoridades locais envolvidas na U20 para incluírem em suas delegações representantes da sociedade civil de suas cidades.

CONVOCATÓRIA

Encontro Internacional por Cidades Igualitárias (EipCI)

Buenos Aires, de 28 a 31 de outubro de 2018

Por que ?

Cada ano, o G20 reúne chefes de Estado, Ministros das Finanças e Bancos Centrais de 19 países e da União Europeia para discutir e tomar decisões sobre a economia global, cujos impactos são sentidos em todo o mundo, sem levar em consideração as demandas e propostas dos movimentos sociais e autoridades locais progressistas. Sua próxima cúpula será realizada em Buenos Aires, Argentina, no final de novembro deste ano

Nesse contexto, os prefeitos de Buenos Aires e Paris, como membros da rede da megacidade conhecida como C40 lançaram a iniciativa Urban 20. Seus promotores querem tornar um evento regular (Tóquio será a próxima sede em maio de 2019) para aumentar o perfil dos problemas urbanos e fortalecer o papel das cidades nas agendas internacionais. A U20 se reunirá na mesma cidade, apenas um mês antes do G20.

Para que ?

Antes deste evento, as organizações sociais, os movimentos populares, as redes da sociedade civil, os membros das universidades e autoridades locais comprometidos com a igualdade, os direitos humanos e sustentabilidade propomos mostrar as outras faces e outras vozes de nossas cidades. Vamos abordar as causas profundas que geram empobrecimento, exclusão e desigualdade e trocar experiências de resistência e propostas transformadoras desde bairros e grupos urbanos.

Frente ao extrativismo urbano, a cidade da capital e a desapropriação, colocamos a cidade dos habitantes diante de nós, para o cuidado das pessoas e da natureza.

Com a bagagem de articulações, acordos e aprendizagem que nos permitiram os fóruns sociais mundiais, regionais e temáticos ao longo das últimas duas décadas, avançamos na implementação e conquista do direito à cidade e aprofundando o novo municipalismo como ferramenta de cidadania alerta e mobilizada.

Este evento tem como objetivo contribuir para o controle das obrigações e compromissos incorporados na nova Agenda Urbana (Quito, outubro de 2016) e com a Declaração de cidades para o direito à moradia e o direito à cidade (Nova Iorque, julho de 2018) e a campanha The Shift , promovida pela Relatora Especial da ONU sobre o direito à moradia adequada, com o apoio da rede de Cidades e Governos Locais e Regionais Unidos (CGLU).

Porque sabemos que sem a nossa participação e avaliação permanente, esses conteúdos se tornam letra morta ou acabam liquefeitos nas agendas neoliberais que nos perseguem com mais e pior do mesmo.

O que faremos ?

O Encontro Internacional para Cidades Igualitárias  acontecerá de 28 a 31 de outubro na cidade de Buenos Aires, junto com as Jornadas Mundiais  Despejo Zero e a Jornada Mundial pelo Direito à Cidade.  Ele irá incluir uma série de atividades, tais como um evento cultural, um workshop sobre direito à cidade e painéis temáticos sobre as desigualdades urbanas, cuidados dos bens comuns, urbanismo feminista, o futuro do trabalho, a integração dos migrantes e os refugiados, o papel e os desafios das cidades intermediárias e do financiamento subnacional.

Durante o Encontro haverá uma Assembleia de movimentos sociais e uma mesa de debates com prefeitas e prefeitos progressistas de diferentes cidades do mundo. Da mesma forma, haverá um documento de elaboração coletiva para ser apresentado antes no Urban20. 

Pedimos às organizações sociais dos países do G20 que participem deste Encontro e instamos as autoridades locais envolvidas na U20 para incluírem em suas delegações representantes da sociedade civil de suas cidades.

Te esperamos em Buenos Aires!

 

CONVOCAMOS

Centro de Estudios y Acción por la Igualdad (CEAPI) – Confederación de Trabajadores de la Economía Popular (CTEP-CABA) - Habitar Argentina - Coalición Internacional para el Hábitat (HIC) - Plataforma Global por el Derecho a la Ciudad - Alianza Internacional de Habitantes (AIH) - Secretaría Latinoamericana de la Vivienda y el Hábitat Popular (SeLVIHP) - TECHO Internacional - Red Mujer y Hábitat de América Latina - Women in Informal Employment: Globalizing and Organizing (WIEGO) - Red Mujer y Hábitat - Comisión Huairou - Instituto POLIS - Ministerio Público de la Defensa de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires - Defensoría del Pueblo de la Ciudad de Buenos Aires - Centro de Estudios Legales y Sociales - Asociación Civil por la Igualdad y la Justicia - Frente de Organizaciones de Tierra, Infraestructura y Vivienda de la Provincia de Buenos Aires (FOTIVBA) - Madre Tierra - Corriente Feminista La Ría - Federación de Villas, Núcleos y Barrios Marginados (FEDEVI) - La Boca Propone y Resiste - Comisión de Hábitat y Género de Habitar Argentina - Urbana TeVé - Proyecto 7

Para mais informações, escreva para: ciudadesigualitarias@gmail.com


O(A) seguinte Tradutor(a) Voluntário(a) pelo direito à moradia sem fronteiras da AIH colaborou com a tradução deste texto:

Tatiana Elizabeth

Comentários

Entre com seu usuário e senha ou registre-se no site para comentar.